Sororidade

  
Você provavelmente já deve ter ouvido ou lido por aí sobre o termo “sororidade feminina”. Mas já se perguntou o que é e qual a importância disso para nós, mulheres? Na teoria, sororidade é uma aliança entre mulheres, com dimensão ética, política e prática.
No dia a dia, a sororidade é muito mais simples do que parece: ela está naquelas pequenas atitudes que nos unem cada vez mais!

Não somos concorrentes, somos irmãs!

Um dos principais objetivos da sororidade é fazer com que as mulheres se unam por um objetivo em comum, que é lutar por direitos iguais entre gêneros e combater os preconceitos diários, deixando de lado a rivalidade enraizada em suas relações¹. Afinal, com tantos problemas para eliminar, qual é o sentido de ficarmos competindo entre nós mesmas? Unidas somos muito mais fortes!
Isso serve para diversos momentos, como quando culpamos outras mulheres por nossos problemas pessoais ou mesmo julgamos umas às outras por nossas formas de se vestir, de falar e de agir. Já não basta ouvirmos da sociedade que devemos seguir um determinado padrão de beleza ou que não podemos fazer algo porque “isso não é coisa de menina”, vamos também ficar falando isso para nós mesmas?

A sororidade, portanto, está em construir uma união feminina com a qual podemos ajudar umas às outras a nos sentirmos cada vez mais empoderadas e a desconstruir aqueles pensamentos sexistas aos quais não somos obrigadas.

Estamos juntas!

Ser mulher em uma sociedade em que ainda há tanto sexismo enraizado não é nada fácil – por isso, tudo fica mais simples quando tem alguém que te entende e está lá por você. Não há nada melhor que podermos contar umas com as outras!

Veja bem: praticar a sororidade não significa que você deve ser amiga de todas as mulheres; mas, sim, que você pode se colocar no lugar delas e se solidarizar com seus problemas. União feminina, afinal, nada mais é que enxergarmos nas outras mulheres os nossos próprios problemas, conflitos, medos e dores. É perceber que estamos juntas nessa e que isso nos faz muito mais poderosas!

Por isso, pergunte a si mesma: eu já pratiquei a sororidade hoje? No lugar de discutir com outras mulheres, faça o oposto. Muitas vezes, uma simples mão amiga, aquele conselho sincero ou mesmo uma dica que só outra mulher pode dar já é o suficiente! E lembre-se sempre: quanto mais mulheres se juntarem a essa aliança, cada vez mais alto as nossas vozes poderão ser ouvidas. 

Texto extraído de:http://www.buscofem.com.br/dicas/sororidade-feminina-pequenas-atitudes-que-fazem-a-diferenca